Staff
Parceiros

Cause I knew you were trouble when you walked in

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Ehlena em Sex Fev 21, 2014 5:44 pm


Dados da RP
Participantes: Rehvenge, Ehlena. /finge que tá o Trez e o iAm <3
RP: Semi-aberta
Dia: Sábado, um pouco antes da Primeira Refeição
avatar
Ehlena
Civis
Civis

Mensagens : 43
Data de inscrição : 03/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Rehvenge em Sex Fev 21, 2014 7:53 pm

So if I come back to the game…


... She's definitely gonna kill me.

Aquilo era era loucura, totalmente loucura. O que iAm e Trez estavam propondo-lhe era uma tremenda insanidade, mas por que ele se via considerando os fatos?

A verdade era apenas uma: sentia falta dos negócios. Claro que não pelo dinheiro, certamente não pelas drogas, mas sentia falta da adrenalina que só as noites de ZeroSum e o Iron Mask lhe proporcionavam, sentia falta de fazer alguma coisa útil .

Não que a colônia não o deixasse com a cabeça cheia, mas era isso. Um imenso desgaste mental. Queria poder esticar os músculos um pouco e poder sair da rotina, pelo menos nas noite em que Ehlena trabalhava e não passava com ele. Ehlena . Certamente ela iria pirar com tudo aquilo.

"O que vocês estão me pedindo..." - Insensatez sem tamanho? Porém não pode terminar a frase, os gêmeos sabiam que ele estava considerando. "Vocês poderiam muito bem pedir para outra pessoa, Xhex com certeza ajudaria." - Ele duvidava disso, mesmo assim disse.

"Não, você sabe que não." - Disse Trez - "Ela está com a irmandade agora. E John não iria aprovar isso." - Completou iAm que estava em um canto da sala e sua expressão era infeliz. "Não confiamos em ninguém, além de você Rehv. E sabemos que você sente falta, seja franco."

Filho da puta. "Talvez eu sinta, mas vocês já pararam para pensar que agora tenho outros negócios para cuidar? Sim, talvez Xhex não esteja disponível e que o John não iria gostar, mas já pensaram no que Ehlena vai dizer?" - Apoiou-se em sua bengala para levantar de sua cadeira. "O que acham que ela vai fazer quando descobrir? Ela vai me matar, vai nos matar." - Ambos os gêmeos o encararam, havia uma certa ironia naquilo tudo. Reverendo, ex-maior traficante de Caldwell e rei dos Symphath era mandado por sua mulher. E ele nem ao menos se importava.

"Escutem-me, talvez haja uma solução. iAm, explique melhor a situação." - Andou de um lado para o outro, vasculhou em pensamentos a casa, tentando captar Ehlena, mas esta felizmente havia saído para trabalhar. "Teremos que nos afastar do ZeroSum e do Iron por que eu estou noivo." - Murmurou iAm. "Eles não podem ficar sabendo do tipo de negócio que nós estamos envolvidos." - Acrescentou Trez.

Não precisava de nenhuma explicação, sabia exatamente o que estava acontecendo ali apenas por ler a situação miserável em que se encontrava os pensamentos de iAm. Um casamento arranjado com uma princesa, e sua família não sabia de nada da vida que levava em Caldwell, além de ser obrigado a casar com uma desconhecida, ele teria que retornar para junto dos sombras. Trez estava dando apoio e os dois resolveram afastar-se de suas atividades até que conseguissem resolver tudo, sem que nenhum dos outros sombras soubesse que os dois eram donos dos maiores clubes da cidade e outras coisas mais.

"Entendo perfeitamente a situação de vocês, mas o que vocês estão me pedindo..."

"É pelos velhos tempos, Rehv." -Trez o interrompeu. "Confiamos apenas em você, por favor." O último pedido havia sido feito em pensamentos. Talvez Trez não quisesse implorar em voz alta, ou apenas não queria que iAm escutasse.

Que merda, Trez. "Ok." - Bufou, enfim vencido. Os sombras sabiam que era uma questão de tempo até que ele cedesse. Caminhou até o meio da sala, encarando a ambos. "Ok. Tudo bem. Eu faço. Assumo os negócios. Mas que fique claro que é só por um tempo, até que vocês consigam ajustar tudo. Entenderam? E tem mais, pela virgem escriba que Ehlena não descubra. Ela não pode ficar sabendo..." - Mesmo sussurrando suas palavras, era tarde demais. Fora descuidado ao aceitar o pedido dos gêmeos ali, em sua própria casa e em alto e bom som. Fora descuidado ao não checar novamente se Ehlena já havia voltado. Shit. Estava tudo arruinado agora, seu plano de não contar nada para sua Shellan, assim como voltar para os negócios. Shit, shit, shit.

Ele estava tão encrencado agora...


▲▼

~ Irmandade da Adaga Negra ~


♔ IThe Symphath King
Red is the color of your lies. Trapped in a red world, lost forever in a red ocean.
avatar
Rehvenge
Symphath
Symphath

Mensagens : 46
Data de inscrição : 22/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Ehlena em Sex Fev 21, 2014 9:35 pm



What the hell is going on?

Sábado a noite → Biblioteca → Rehvenge, Trez e iAm


O dia na Irmandade havia sido, como sempre, uma loucura. Nem tinha conseguido voltar para a sua casa, virara o dia trabalhando nos Irmãos. No fundo não se queixava, ajudava os Guerreiros de sua raça, era graças a todos eles que os vampiros não haviam sido dizimados de uma vez por todas pelos Lessers. Naquela noite, Zsadist era o que voltara mais machucado. Nenhum deles estava realmente bom e acabou passando todo o dia na Irmandade cuidando de todos os ferimentos. As vezes, ela, Manny e Jane não conseguiam dar conta de todo o trabalho.

Ao menos os vampiros conseguiam se regenerar ou então não saberia o que fazer com tantos ossos quebrados. Tinha plena consciência de que o que faziam era necessário, porém Ehlena lamentava-se não conseguir ver Rehvenge. Ao menos sabia que ele estava bem, longe de toda aquela loucura, todas aquelas brigas, sangue e machucados e saber disso lhe dava paz de espírito. Saber que o seu hellren estava a salvo, não apenas das brigas, confusões e tráficos, mas também de uma certa louca Symphath lhe dava forças para continuar.

Antes de ir embora, contatara as Escolhidas, Rhage precisava se alimentar e não havia como fazer isso com Mary, não ela sendo uma humana. Deu uma última olhada em todos eles, conferindo se todos estavam relativamente bem e confortáveis para só então permitir-se ir para casa, sabia que se desse algum problema ou se algum imprevisto surgisse Manny e Jane tomariam conta de tudo. Ainda bem que eles moravam no Complexo ou então até mesmo Ehlena teria passar a noite ali.

Iria para casa. Estava apenas esperando o Sol se por para poder ir, ver Rehvenge e poderem juntos fazer a Primeira Refeição. Estava faminta. Em todos os sentidos. Enquanto o tempo não passava, arrumou os suas coisas, guardou o seu jaleco e deixou tudo preparado caso tivesse que voltar antes do previsto. Fêmeas apareciam na Ala Hospitalar com certa frequência, sempre indo e vindo e hoje, finalmente conseguia compreendê-las.

Quando as janelas finalmente subiram Ehlena soube que estava na hora, porém, sentiu que as coisas estavam estranhas assim que seu corpo se materializou na Mansão em que agora residia. Alimentar-se de Rehv basicamente todas as noites lhe dava a vantagem de simplesmente saber onde ele estava e caminhou até ele sem nem ao menos repensar em seus atos. Estava louca para vê-lo e que se danasse o cansaço.

Já podia avistar a porta da biblioteca quando o ouviu. Ela não pode ficar sabendo. Vacilou um passo diante tais palavras. O que Rehvenge estava querendo esconder? Não havia segredos entre eles, certo? Não depois de tudo o que já passaram juntos. Minha Virgem Escriba, por favor, que tudo esteja bem! Acelerou os seus passos e viu que Rehvenge não estava sozinho.

Trez e iAm. Os dois Sombras que Rehv considerava. Dois vampiros que Rehv realmente considerava como amigos. Saber que era os dois ali na biblioteca a deixou levemente mais calma, mas ao notar a expressão de seu hellren, como se fosse uma criança pega em flagrante enquanto fazia uma grande bagunça... Isso deixou os seus sentidos em alerta.

- Boa noite, meninos. - Olhou rapidamente para os irmãos e então sorriu para ele, para o macho que realmente tinha valor e lhe importava. - O que eu não devo saber, Rehv? - Deu-lhe um rápido beijo. Queria ter sido menos óbvia em sua curiosidade, mesmo sabendo que nada passava do instinto observador de seu Symphath.

iAm permanecia ainda mais calado e afastado do que o habitual, como se quisesse estar em qualquer outro lugar do que ali. Ehlena não estava gostando nenhum pouco daquela situação e se ela não tivesse uma logo uma explicação do que estava acontecendo ali, cabeças iriam rolar mais tarde.

Credits to Rapture

avatar
Ehlena
Civis
Civis

Mensagens : 43
Data de inscrição : 03/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Rehvenge em Sex Fev 21, 2014 11:06 pm

So if I come back to the game…


... She's definitely gonna kill me.

Apesar de ser incondicionalmente fiel a sua Shellan, Rehvenge estava cogitando em não contar a verdade.

Aceitou o pequeno beijo que Ehlena lhe dera, apenas para vasculhar sua mente em busca de até onde ela havia escutado.

Não era tudo, mas já era o começo para que sua fêmea ficasse intrigada. E logo ela iria mais fundo em seus questionamentos, e ele estava ferrado. Shit.

Olhou para os sombras em busca de apoio, mas só o que obteve foram olhares receosos. "Diga a verdade." Claro, absolutamente perfeito. E assim que contasse a verdade teria que juntar suas coisas e sair correndo dali.

"Os gêmeos vieram contar-me as novidades. Isso é tudo, Leelan." - Começaria com uma pequena omissão dos fatos, apenas mudando o foco do assunto até o máximo que pudesse. "iAm está noivo." - Apontou para o canto mais afastado da biblioteca.

Isso não era o suficiente para acalmar sua Shellan e sabia o quão teimosa em um assunto ela poderia ser. Afinal, não fora a teimosia e coragem dela que fizeram ficarem justos?

Seus pensamentos, bem como os de todos na sala, eram um turbilhão que Rehvenge mal conseguia articulá-los. Dúvida, confusão e vergonha; vinham de encontro a sua mente deixando seu lado Symphath ativo e em alerta. Deixar que seu lado obscuro surgisse num momento desses era um risco enorme. Apertou a mão em sua bengala, tentando ao máximo se focar em outra coisa, mas aquela sala parecia um prato cheio para um Symphath.

Ainda apertando sua bengala, com a sua expressão neutra, caminhou lentamente de volta para o seu acento. Podia sentia a dopamina em suas veias, mas se não conseguisse controlar as suas próprias emoções, com certeza precisaria injetar-se mais da droga. Sentou-se na poltrona de couro, cruzando um perna. "Não é mesmo, iAm?" - Sua voz transparecia nada, porém o aviso vinha nas entrelinhas. Contem para ela, e eu mato vocês.


▲▼

~ Irmandade da Adaga Negra ~


♔ IThe Symphath King
Red is the color of your lies. Trapped in a red world, lost forever in a red ocean.
avatar
Rehvenge
Symphath
Symphath

Mensagens : 46
Data de inscrição : 22/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Ehlena em Ter Fev 25, 2014 12:57 pm



What the hell is going on?

Sábado a noite → Biblioteca → Rehvenge, Trez e iAm


Era notório como aquele clima estava tenso e isso era patético na opinião da loira. Por algum acaso Rehvenge havia matado alguém e o corpo estava escondido ali na biblioteca? Bem, é claro que não, até porque se fosse esse o caso ela já teria sentido o cheiro de algo podre, ou de sague, e não havia nada disso no ar. Os dois irmãos se olhavam naquele típico silêncio nervoso, esperando o "chefe" falar alguma coisa" ou então "autorizar suas próximas ações. Sim, Ehlena sabia que, embora Rehvenge não fosse mais chefe de Trez ou iAm, mesmo que não houvesse nenhum negócio entre eles, ainda havia um laço de respeito ali e a loira definitivamente gostava disso.

Era um modo de dizer "Rehv, sempre estaremos com você". Era bom saber que seu hellren tinha amigos fies, principalmente quando se lembrava de que Rehv estava lidando com os Sympath constantemente e sempre podia aparecer alguma outra louca para dependurá-lo e dar doses diárias de veneno a ele.

Foi inevitável sua boca ficar escancarada diante a notícia, mas logo que se deu conta de como deveria estar parecendo patética, tratou de arrumar sua postura e espantar o choque. Não que iAm não tivesse o direito de emparelhar com alguma fêmea (ou macho, não é mesmo?), mas ele nunca havia aparecido com nenhuma mulher, nunca assumira compromisso algum e agora estava noivo? Ehelena não o conhecia há longos anos, mas pelo pouco que o conhecia... Aquilo apenas parecia estranho.

O que as pessoas faziam em casamentos? Sorriam, é claro, e foi isso o que a vampira fez, sorriu felia por iAm. Quem sabe ele tivesse encontrado alguém... - Felicidades para você, iAm. - Tentou soar o mais doce possível, não sabia se era sábio se aproximar dele e o abraçar para felicitá-lo. Os Sombras não faziam o estilo "ganhe um abraço grátis". - Para vocês, na verdade. - Ao que tudo indicava, não havia escolhido muito bem suas palavras, porque iAm parecia horrível.

Ele realmente queria se emparelhar a alguém? Lançou um olhar irritado para Rehvenge. O que realmente estava acontecendo ali? - Oh... Você não me parece muito bem, iAm... - Aproximou-se alguns passos do macho, porque só ela ali parecia estar preocupada com o fato de haver um homem com uns dois metros de altura pálido em sua biblioteca? Quem sabe fosse apenas o seu lado enfermeira falando alto demais, mas ela realmente esperava que ele não fosse desmaiar ali. - Talvez você devesse se sentar, ou alguma outra coisa. Eu não sei.

Mordeu os lábios um pouco nervosa com a situação. Iria arrancar depois a verdade de Rehv nem que fosse a última coisa que viesse a fazer. Não estavam mais no Antigo Mundo e as tradições haviam mudado, as gerações, o modo de pensar haviam evoluído, mesmo que eles fossem Sombra, algo deveria ter mudado com o passar do tempo. Casamento a força parecia tão medieval para a enfermeira. Mas porque o forçariam a fazer algo do tipo? Ele era extremamente educado, sua espécie era uma espécie matriarcal, eles respeitavam as mulheres. iAm jamais faria algum mal a uma mulher. Então porque obrigá-lo?

Se é que ele realmente iria se casar obrigado. Talvez fosse apenas a emoção; ou se é que ele iria mesmo se casar. Talvez Rehv estivesse dizendo aquilo apenas para não contar a verdade para Ehlena e isso a deixava não apenas irritada, mas deixava-a também magoada. Feriada. Bem, depois do que tinha passado por ele, ele não conseguia confiar nela? Ah cara, depois que aqueles irmãos fossem embora, Rehvenge estaria morto em suas mãos.

- Vamos Rehvenge, levante a sua bunda daí e venha me ajudar. - Sabia que aquele não era o melhor jeito para se falar com o seu hellren, mas ele estava a irritando e sinceramente? Tudo o que Ehelena queria fazer era irritá-lo também, independente do quão infantil fosse a sua atitude. - Ou você, Trez. Por favor, antes que seu irmão piore.

Credits to Rapture

avatar
Ehlena
Civis
Civis

Mensagens : 43
Data de inscrição : 03/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Rehvenge em Ter Fev 25, 2014 8:46 pm

So if I come back to the game…


... She's definitely gonna kill me.

Ela estava questionando a veracidade dos fatos. Sabia que sua fêmea não era boba, e também sabia que era totalmente errado meter-se em sua mente daquele jeito. Mas ele não sabia o que fazer. Então, meu bem. iAm está sendo obrigado a se casar, e a propósito, acabei de aceitar cuidar dos negócios dos dois enquanto eles resolvem a situação. E no próximo segundo ele estaria sendo expulso de casa, junto com os malditos irmãos.

E para piorar toda a situação, o filho da puta estava passando mal. Encarou iAm com uma expressão de Realmente? Levantou-se de sua cadeira, mal humorado. Não por causa da ordem de Ehlena, pois machos vinculados sempre faziam o que suas fêmeas pediam, e faziam de bom grado. Ficou mal humorado por simplesmente ter que levar essa teatro adiante. "Ele esta bem." - Bufou. "Trez, talvez queria levar o seu irmão embora." - E leve esse seu maldito traseiro daqui. Acrescentou, cordial.

Trez apenas o olhou por um momento antes de movimentar-se. "Deixe comigo, Ehlena. Ele só está um pouco fraco. São os nervos." - O mouro pegou seu irmão pelo braço e se dirigiu a saída, seguido por Rehvenge que ia se arrastando com a sua bengala. Sentia que sua dose de dopamina estava se extinguindo, e tinha um incomodo formigamento em sua coluna. O que não era normal, pois por causa do efeito da droga, não podia sentir absolutamente nada.  "Desculpe o transtorno." - Trez abriu a porta que dava para o enorme jardim, mas iAm hesitou.

"Não se preocupe, amigo. Eu darei um jeito, nós daremos um jeito." - Devia muita coisa para com aqueles dois, e não poda simplesmente abandona-los. Teria que fazer Ehlena entender, pelo menos teria que tentar. Parecendo aliviado, iAm deixou-se ser levado e com um aceno de cabeça de Trez, os dois partiram de carro. Suspirou. Bem, agora vamos ao show.

"Pois bem, como foi a sua noite leelan?" Começaria com um tópico mais leve, antes de entrar nos detalhes. Sim, ele contaria tudo a ela, seria melhor assim. Ele sabia o que era carregar um segredo, como era esconder a verdade das pessoas com quem se importava. E era uma cruz que ele não queria mais carregar, principalmente depois de tudo o que passaram e de todas as mentiras que ele havia contado para ela no passado. Não queria mais viver assim, não mais.

Rehv dirigiu-se até a sua escrivaninha, onde guardava um seringa bem como uma dose de dopamina, porém não pode faze-lo. Ehlena sabia que ele usava a droga, sabia de sua real natureza, ela sabia de tudo; mas ainda não se sentia seguro de fazer isso em sua frente. Não parecia certo.

Tamborilou os dedos sobre a mesa, e sentiu quando as pontas de seus dedos tocaram a madeira. Não era um bom sinal, não realmente. Sentiu o alarde em seu cérebro e tentou não transparecer em seu rosto. Apertou sua mão na bengala pensando em uma desculpa para poder subir até o quarto e poder trancar-se no banheiro. Ali teria privacidade para poder injetar a dopamina e esperar surtir o efeito e só assim poder encarar sua shellan.


▲▼

~ Irmandade da Adaga Negra ~


♔ IThe Symphath King
Red is the color of your lies. Trapped in a red world, lost forever in a red ocean.
avatar
Rehvenge
Symphath
Symphath

Mensagens : 46
Data de inscrição : 22/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Ehlena em Dom Mar 02, 2014 10:39 pm



What the hell is going on?

Sábado a noite → Biblioteca → Rehvenge, Trez e iAm


A vampira tinha mais de três séculos de vida. Três séculos e meio para ser mais exata, e Rehv realmente acreditava que ela iria cair naquela encenação? Pois bem, ele iria ver do que ela realmente era capaz e que a Virgem a ajudasse e a segurasse para não passar dos limites. Amava o seu hellren mais do que tudo, mas não aceitava que houvesse mentiras e segredos entre eles.

Ehelena parecia ser o tipo de mulher idiota, trouxa ou tapada? Havia sustentado a si e ao seu próprio pai porque sabia muito bem se virar e porque tinha aprendido que não se pode confiar em tudo o que ve e muito menos em tudo o que se ouve. Esperava ao menos que não tivesse que desconfiar até mesmo de Rehvenge. A mulher preferia com todas as suas forças estar errada, mas, bem, ela teria que descobrir ou então não iria conseguir ter uma noite de paz.

- A enfermeira sou eu! - Disse um pouco irritada para Rehv. - Eu posso dizer se ele está bem ou não. Não você. - Olhou rapidamente para ele e se afastou a fim de permitir que ele ajudasse iAm a fazer o que fosse melhor. Mas é claro, se Rehvenge falou que iAm estava bem, então ele estava bem, era quase como se fosse uma lei, uma obrigação. O mouro fingiu estar um pouco melhor e então Trez entrou em ação para tirá-lo de lá, bem como o Reverendo havia pedido. E quando ele pede, na verdade ele está mandando.

Olhou um pouco apreensiva para os dois irmãos, não havia comprado nada daquilo, mas era evidente que iAm não estava tendo um de seus melhores dias. - Vá na clínica do doutor Harvers caso não melhore. - Disse enquanto eles se aproximavam da porta, prontos para sair. Sua preocupação se evaporou com o que ouvira de Rehvenge. Como assim ele daria um jeito? Não havia porque algum dele se envolver na questão do emparelhamento, já que não era da família de nenhuma das partes e Trez era o irmão do noivo, poderia muito bem cuidar de tudo sozinho. Aquilo estava lhe cheirando muito mal.

- Um pouco corrida. Os irmãos como sempre se meteram em confusão. - Suspirou e se sentou no sofá. Estava fisicamente exausta, passara as últimas horas do seu dia cuidando, costurando, remendando e colocando ossos no lugar. Amava o seu trabalho, porém os irmãos nem sempre ajudavam, vez ou outra voltavam em um estado deplorável e a deixava seriamente preocupada. - Mas e a sua, tudo bem por aqui e com os Sympath? - Arqueou uma sombrancelha enquanto perguntava e aproveitou que estavam sozinhos para observá-lo mais atentamente e ver se conseguia notar algum sinal. Algum indício de uma mentira, por menor que fosse.

Foi então que ela notou aquele olhar. Mesmo com o pouco tempo em que viviam juntos, Ehelena já sabia que quando Rehv fazia olhar e principalmente quando utilizava aquela postura, as coisas não iam muito bem. Ao menos para ele. Bem, é claro, ele era meio Sympath e estava sempre em constante batalha com o seu outro lado. Levantou-se preocupada com ele, esquecendo-se de sua irritação de minutos atrás.

Não importava o que fosse, não importava o que ele tinha feito, era ele que amava e ficava preocupada por ele.

- Rehv? - Chamou enquanto se aproximava devagar, mostrando que não era ameaça alguma. Ele já havia lhe contado certas coisas, alguns momentos e como se sentia quando estava tentado... Queria fazer o possível para não atiçar ainda mais esse lado. - Rehv, querido, eu estou aqui. - Colocou sua mão por cima da dele que estava sobre a mesa e a apertou levemente. O macho a olhou e ela lhe sorriu docemente, aproveitando para fazê-lo se sentar e agaixou-se de frente a ele. - É a dopamina? - Depois de ter roubado várias caixas de remédio para ele e ter sido demitida... Ehlena sabia que era necessário uma certa dose diária do medicamento para facilitar as coisas.

- Eu posso pegar para você. Você sabe que eu posso te ajudar com tudo isso não é? Você apenas precisa confiar em mim. - Pegou as mãos dele entre as suas. Gostaria de que ele compreendesse isso. Estavam juntos afinal de contas, podiam e precisavam acreditar, a confiar no outro.

Credits to Rapture

avatar
Ehlena
Civis
Civis

Mensagens : 43
Data de inscrição : 03/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cause I knew you were trouble when you walked in

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum